Pagamento Mínimo: Taxas e Juros do Atraso do Cartão

O cartão de crédito nos ajuda em diversas ocasiões, como ao comprar algo mais caro, que precisa ser parcelado, ou quando temos uma emergência e precisamos gastar um dinheiro que não temos. Com esse plástico em mãos, é possível fazer uma compra para ser paga somente no próximo mês.

Mas é preciso ter muito cuidado ao usar o cartão de crédito. Muitas pessoas se complicam ao utilizar os prazos do cartão e acabam se endividando. O maior causador de endividamentos é o crédito rotativo dos cartões.

Se você possui cartão de crédito, já deve ter observado que a fatura sempre vem com uma opção de pagamento mínimo, ou seja, você paga somente uma parte do que foi gasto, e financia o restante da fatura para o mês seguinte. O problema é que no mês seguinte, além do valor a ser pago, será acrescentado à fatura os juros do crédito rotativo, que não são baixos. Por isso é importante ficar atento ao utilizar esse crédito. Se o valor total não for pago no mês seguinte, a dívida vai só aumentando, virando uma “bola de neve”.

Normalmente, os cartões de crédito permitem o financiamento de até 85% do valor da fatura com o crédito rotativo. Isso significa que o pagamento mínimo será de 15% do valor da fatura. O cliente poderá pagar esse valor, ou qualquer valor entre o mínimo e o total da conta.

Os juros serão cobrados sobre o valor financiado, ou seja, se a sua conta tem o valor de R$ 300,00 e você pagou somente R$ 100,00, os juros serão calculados sobre o valor de R$ 200,00, que foi o que faltou para completar o total da conta. Essas taxas de juros variam de acordo com o cartão e, em alguns casos, pode variar até de acordo com o perfil do cliente. Mas a maioria dos cartões tem uma taxa de juros que gira em torno de 10 a 20% a.m. Se você é um cliente que sempre atrasa o pagamento, ou tem o nome incluso no SPC ou SERASA, as cobranças podem ser maiores do que pra um cliente que sempre paga a fatura em dia.

No exemplo dado acima, onde foi financiado R$ 200,00, com uma taxa de juros de 10% a.m., o cliente pagaria no mês seguinte, além dos R$ 200,00, mais 10% desse valor, que equivale a R$ 20,00, ou seja, a fatura passaria para R$ 220,00 (sobre este valor ainda incidem o Imposto sobre Operações Financeiras, IOF).

Cuidado com os juros do cartão!

Cuidado com os juros do cartão!

Valor da Multa e Juros por atraso de pagamento da fatura

Atrasar o pagamento da fatura também é um grande problema. O atraso em si, independente do tempo, já gera uma multa que não pode passar de 2% do valor da fatura. Por isso, mesmo que você atrase o pagamento um único dia, terá que pagar esta multa.

Já os juros são cobrados de acordo com os dias de atraso, e não podem passar de 1%. Mesmo se não houver especificado no contrato, os bancos têm o direito de cobrar estes juros. Nesse caso, não pode passar de 0,5%.

Taxa de juros dos principais bancos brasileiros

Abaixo estão as taxas de juros do crédito rotativo atuais dos principais bancos do Brasil, considerando a média dos clientes. Pode haver algumas alterações de acordo com o tipo de cartão, histórico do cliente ou mesmo perfil de renda:

  • Banco do Brasil – 13,57% a.m.
  • Bradesco – 16,01% a.m.
  • Caixa Econômica Federal – 8,46% a.m.
  • Itau – 18,03% a.m.
  • Santander – 16,64% a.m.
[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *