Posso usar o cartão da poupança como cartão de débito? E crédito?

A caderneta de poupança foi criada para incentivar os brasileiros a pouparem mensalmente. A modalidade de aplicação surgiu em 1874, por ordem de D. Pedro II. Naquela época, ficou decidido que a remuneração da poupança seria de 6% ao ano e que o governo imperial garantiria os depósitos feitos na caderneta.

Desde sua criação, a caderneta de poupança faz bastante sucesso entre os brasileiros. Hoje em dia, sua rentabilidade é muito questionada, porque outros investimentos oferecem lucros bem maiores. No entanto, na hora de guardar dinheiro, a boa e velha poupança ainda é a principal opção da população em geral.

Conta-Poupança

O que a maior parte dos bancos disponibiliza é uma conta-poupança. Os valores depositados rendem mensalmente conforme as regras estabelecidas pelo governo. Além disso, o correntista pode utilizar boa parte dos serviços bancárias, como saques, pagamentos e transferências.

A principal diferença entre a conta-poupança e a conta corrente está no rendimento saldo. Dependendo do banco e das cláusulas do contrato, a poupança pode ser um pouco mais restrita em relação aos serviços disponíveis.

Cartão da Poupança

Como a poupança é uma conta bancária, os bancos devem conceder aos clientes um cartão magnético para movimentação do saldo. Com o cartão é possível usar os caixas eletrônicos para fazer saques, bem como solicitar outros serviços.

Muitos destes cartões costumam ser do tipo múltiplo, ele também pode ser usado nas funções crédito e débito, conforme as regras do contrato. A bandeira do cartão é muito importante para esses fins, já que ela determinará onde o cartão será aceito. As bandeiras Mastercard Maestro e Visa Electron indicam que o cartão só pode ser usado no débito.

No Cartão Poupança Caixa, a bandeira Mastercard Maestro indica que ele só pode ser usado no débito.

No Cartão Poupança Caixa, a bandeira Mastercard Maestro indica que ele só pode ser usado no débito.

Função Débito

A função débito é mais comum. Quase todos os cartões magnéticos emitidos pelos bancos para correntistas de conta-poupança são liberados para pagamentos no débito. Quando o cartão é usado em um pagamento, o valor é debitado automaticamente do saldo disponível daquele cliente. Os bancos utilizam o sistema de aniversários para que o cliente possa aproveitar da melhor maneira possível o rendimento da poupança. Se não houver saldo na poupança, o cartão não poderá ser usado na função débito.

Função Crédito

O cartão magnético da poupança pode ou não ser liberado na função crédito. O ideal é conversar sobre isso quando for abrir sua conta, pois assim o banco poderá fazer uma análise e já liberar o uso do crédito. O limite pode ser definido com base no saldo da sua conta ou em comprovantes previamente solicitados pelo banco. É importante ressaltar que as instituições financeiras não são obrigadas a disponibilizar um cartão de crédito para quem tem conta-poupança.

As tarifas relacionadas ao uso do cartão na função crédito (anuidade, juros, multas e outros) são de inteira responsabilidade do cliente.

Minha Poupança Não Tem Cartão de Crédito

Se o seu cartão múltiplo da poupança não está habilitado para uso no crédito, você tem duas alternativas. A primeira é solicitar no banco um cartão, submetendo uma proposta e a documentação necessária. Nesse caso, o relacionamento com a instituição financeira pode favorecer a análise, propiciando um limite mais alto.

A outra opção é procurar outro banco para solicitar um cartão de crédito mesmo não sendo correntista. Sugerimos que, nessa situação, você opte pelos cartões sem anuidade ou com custos reduzidos.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *