Empréstimo com desconto em conta corrente: O que acontece se mudar de banco?

Digamos que você tenha feito um empréstimo junto ao seu banco e tenha conseguido condições especiais de financiamento, por ter optado pelo desconto direto na conta, como forma de pagamento. Mas agora, por qualquer que seja o motivo deseja mudar de banco e quer saber como ficará o empréstimo.

Essa é uma situação que envolve diversas variáveis, por isso, listamos abaixo, alguns caminhos para que você possa garantir a quitação do empréstimo e evitar que seu nome seja negativado, pelo não pagamento da dívida. Lembrando que o empréstimo precisa ser pago independente do banco, no qual você irá manter sua conta. Confira!

Como Fica o Empréstimo?

Em geral, não existe uma padronização. Para sanar esse problema, tudo irá depender da instituição financeira na qual você fez o empréstimo e das condições previstas no contrato assinado. A partir disso, existem algumas possibilidades tanto para o cliente quanto para a instituição financeira. Entenda!

  • Primeira Situação: 

Você irá mudar de banco, ou seja, a única conta corrente em seu nome será em uma instituição diferente da qual você possui o débito. Nesse caso, você corre o risco de perder os benefícios que adquiriu por meio da negociação anterior.

É que ao contratar um empréstimo e colocar o pagamento com desconto direto em alguma fonte de renda mais segura, as chances de você não pagar o empréstimo diminuem e, consequentemente, as taxas cobradas pelo banco também. Desta forma se você retira essa fonte de pagamento, a garantia de quitação da dívida é menos garantida.

Em outras palavras, ao mudar de banco, suas condições podem ser revistas e as prestações recalculadas. Como consequência disso, você estará sujeito à arcar com juros mais altos como forma de compensação dessa instabilidade. É recomendado, no entanto, procurar pela instituição financeira para firmar um novo acordo de empréstimo de acordo com as novas condições de pagamento.

  • Segunda Situação:

Você pretende mudar de banco, mas também quer mudar a dívida. Essa é uma possibilidade mais segura, afinal, como dito anteriormente, você pode conseguir melhores condições de pagamento ao vincular o empréstimo com uma conta que tenha uma movimentação bancária considerável.

Desta maneira o que recomendamos é que ao decidir mudar de banco, antes de encerrar a conta anterior e ter que recalcular os juros e condições originais do empréstimo, considere solicitar a portabilidade da dívida para a nova instituição financeira.

Desta forma, antes de cancelar o vínculo com o primeiro banco, você consegue a possibilidade de negociar novas condições de pagamentos para o empréstimo atual, atribuindo credibilidade ao cliente que solicita nova negociação.

empréstimo

Empréstimo: O que acontece se mudar de banco.

  • Terceira Situação

Uma outra forma de resolver esse problema é optar por uma nova linha de crédito. Ou seja, além de mudar de banco, conhecer as condições de financiamento do débito em questão por meio da nova instituição financeira na qual deseja ser cliente e utilizar esse recurso para pagar o primeiro empréstimo.

Mas atenção, apesar de parecer mais simples que os métodos anteriores, ainda existem riscos. Ao optar por essa possibilidade tenha certeza que o novo empréstimo terá um valor final próximo ao empréstimo já existente. Confira se as taxas de juros não são muito mais altas e se não irão acabar custando mais caro que a negociação anterior, ou mesmo, se um pagamento existe um pagamento duplicado do valor devido.

No mais vale pesquisar as condições que o seu banco oferece e consultar quais são as melhores possibilidades para o seu caso. Ficou com alguma dúvida? Pergunta aqui nos comentários que teremos o maior prazer em tentar lhe ajudar.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *