Como Conseguir um Financiamento Estudantil Privado

Muito se falou durante a última campanha eleitoral sobre “medida impopulares” que precisariam ser tomadas para controlar a crise financeira do país. De fato, o governo atual tem feito escolhas bastante controversas, como os cortes na educação.

Dentre os cortes, o FIES foi uma das vítimas. Em maio do presente ano foi anunciado o fim dos recursos para o programa de financiamento estudantil para 2015. O futuro do FIES é incerto, pois depende da liberação de verba conforme o acerto de contas para ano que vem.

Diante desse quadro, muitos estudantes que contavam com o financiamento concedido pelo governo para ingressar em um curso superior precisarão buscar alternativas. Algumas instituições privadas também oferecem o financiamento estudantil, mas de forma menos vantajosa que o FIES. De todo modo, é preciso conhecer um pouco mais sobre as opções disponíveis para fazer uma boa escolha.

Quais são as condições do financiamento privado?

O financiamento estudantil oferecido pelas instituições privadas é mais caro que o do FIES. Para que você tenha uma ideia, o Bradesco cobra juros de 28% ao ano para o crédito universitário, enquanto o programa do governo tem juros médio de 3,4% ao ano.

A forma de pagamento do financiamento também costuma ser diferente. Nos bancos privados, o aluno precisa pagar uma parte do crédito enquanto ainda estudando. No FIES a quitação da dívida só ocorre depois que o aluno se forma, o que possibilita o pagamento com o salário garantido pela nova formação profissional.

A partir dessas informações, é importante que o estudante procure comparar as condições oferecidas pelas empresas privadas para escolher o mais vantajoso. Como veremos adiante, também é importante observar as parcerias que a instituição possui com universidades, pois a qualidade do curso superior é fundamental para uma boa formação.

O financiamento estudantil pode ser uma espécie de investimento no seu futuro profissional

O financiamento estudantil pode ser uma espécie de investimento no seu futuro profissional

Como funcionam os financiamentos particulares?

Nesse artigo, analisaremos três linhas de crédito: o financiamento estudantil do Bradesco, o Pravaler Crédito Universitário da Ideal Invest e a Fundaplub. Mais adiante apresentaremos melhor cada uma delas, mas vale a pena informar um pouco sobre o funcionamento dos financiamentos.

Nas três linhas de crédito o valor máximo do financiamento não ultrapassa 50% do custo total do curso. Isso quer dizer que estudantes deverá arcar com metade do valor cobrado pela faculdade, conforme as condições estabelecidas na contratação.

O financiamento pode ser solicitado por estudantes que já estão cursando o ensino superior ou por aqueles que acabaram de ingressar. A condição para solicitação é que haja parceria entre a instituição de ensino e a empresa que oferece o crédito.

Bradesco

O Bradesco é um dos grande bancos do país, o que garante a solidez do crédito universitário oferecido pela instituição. Como já foi dito, os juros do financiamento estudantil giram em torno de 28% ao ano, algo bastante elevado, até mesmo quando comparamos com outras linhas de crédito.

Atualmente, o Bradesco possui parcerias com as seguintes universidades: Unijorge, Unifran, Insper, Faculdade Metropolitana de Caieiras, ESPM, Ibmec, Iesa e Unipiaget. Por isso, somente os estudantes das instituições parceiras podem solicitar o crédito.

Além disso, é preciso ser correntista do banco para pedir o financiamento. O solicitante deve ter mais de 18 anos e apresentar as condições exigidas na análise de crédito. Uma das principais vantagens do financiamento estudantil do Bradesco é a inclusão do valor da matrícula. No entanto, o limite de crédito não pode ser utilizado em matérias que o aluno cursou e foi reprovado.

Pravaler

O Pravaler Crédito Universitário tem ótimas parcerias com Universidades, o que pode ser benéfico para o estudante que solicita o financiamento. A Ideal Invest, responsável pela linha de crédito, é parceira de mais de 70 universidades. Assim, mais alunos têm acesso aos benefícios disponibilizados pela instituição.

Os juros cobrados são de 16,2% ao ano, ou seja, menores que os do Bradesco. Porém, algumas universidades parceiras subsidiam uma parte dos custos do curso superior. Nas instituições administradas pela Ser Educacional, por exemplo, os juros com o subsídio são iguais aos do FIES: 3,4% ao ano. Com o financiamento do Pravaler, o prazo de pagamento é de 12 meses por semestre.

A contratação do financiamento pode ser feita pela internet, no site do Pravaler: www.creditouniversitario.com.br. O envio da documentação também é feito online, facilitando o processo. Para ter acesso ao limite o aluno precisa comprovar renda familiar mensal igual ou maior a 2 mensalidades do curso. Além disso, o estudante e o seu garantidor devem estar com o nome limpo.

Algumas vantagens são a possibilidade de utilização do limite de crédito para quitar até 2 mensalidades do curso que estejam em atraso (para alunos com o curso em andamento). Os estudantes que possuem desconto ou bolsa junto à Universidade podem usar o financiamento para pagar o valor restante da mensalidade.

É importante que os estudantes escolham o financiamento mais adequado para seu perfil

É importante que os estudantes escolham o financiamento mais adequado para seu perfil

Crédito Educativo Fundaplub

A Fundaplub é uma instituição particular criada por diferentes Universidades. Assim, os estudantes que estudam ou pretendem estudar em cursos das entidades parceiras pode contar com um bom financiamento com custos bastante atrativos.

Até agora, as duas linhas de crédito cobravam juros mensais pelo financiamento estudantil. Na Fundaplub isso é um pouco diferente, pois só há a cobrança de uma taxa administrativa de 0,35% ao mês. Como você pode notar, os custos do financiamento são apenas um pouco mais elevados que o do FIES. Isso significa que essa alternativa pode ser uma boa escolha.

A solicitação do financiamento também é feita pela internet, assim como no Pravaler. O aluno primeiramente deve se cadastrar no site: www.fundaplub.org.br. Depois é feita uma pré-inscrição com a submissão dos documentos exigidos. Nesse momento, também é preciso informar os dados de um fiador, que pode ser um dos pais do estudante. Caso o crédito seja aprovado, a Fundaplub entra em contato por e–mail para que o contrato possa ser assinado.

Diferentemente do Pravaler, os alunos com bolsa ou que recebem algum tipo de desconto não podem solicitar o financiamento de até 50% do valor curso oferecido pela Fundaplub. Em compensação, é possível manter o crédito mesmo se a matrícula for trancada por até 2 semestres.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *