Como Fazer a Antecipação da Restituição do Imposto de Renda

A restituição do imposto de renda é aguardada com ansiedade por quase todos os contribuintes. Depois de ter parte da renda abocanhada pelo leão, a parte devolvida do valor gasto com o imposto representa, na maior parte das vezes, um dinheiro a mais para aliviar o orçamento. A restituição é feito por lotes, conforme a ordem de entrega da declaração. Assim, quem apresenta a declaração mais cedo e está com a documentação dentro dos padrões exigidos e recebe o dinheiro mais cedo, enquanto os atrasados precisam esperar um pouco mais.

Mas quem está endividado nem sempre pode esperar. Por isso, os bancos oferecem uma linha de crédito conhecida como “Antecipação da Restituição”. Nesse tipo de empréstimo, a instituição disponibiliza uma porcentagem do valor esperado na restituição. Quando a Receita Federal libera o valor na conta do contribuinte, o banco automaticamente retira a quantia referente ao empréstimo, acrescido, obviamente, de juros e outros encargos.

O diferencial desse tipo de empréstimo é que os juros são mais baixos, uma vez que o pagamento fica garantido pelo recebimento da restituição. Em média, as taxas cobradas pelos bancos ficam entre 2% e 3%, o que significa uma redução considerável em comparação a outras linhas de crédito, como o empréstimo pessoal. No entanto, os juros reduzidos não tornam a antecipação da restituição um bom negócio para todo mundo. Ela só deve ser solicitada em casos de endividamento em que os juros cobrados pelo credor são maiores que os do empréstimo.

Se você está pensando em aproveitar a antecipação da restituição, hoje vamos explicar como fazer o empréstimo nos principais bancos do país. Leia atentamente as informações e veja se o crédito é realmente a melhor opção para você.

Restituição do Imposto de Renda

Restituição do Imposto de Renda

Banco do Brasil

Banco do Brasil

O Banco do Brasil possibilita a antecipação de até 100% do valor da restituição, com limite de crédito máximo de R$20 mil. Para fazer a solicitação, é necessário que o contribuinte indique o banco para receber o valor da restituição. Se você já fez isso, é possível pedir o crédito direto em qualquer caixa eletrônico, no internet banking ou pela Central de Atendimento BB: 4004 0001 e 0800 729 0001.O cliente também pode procurar uma agência e conversar diretamente com o gerente responsável pela sua conta.

Mesmo com a solicitação por canais eletrônicos, é necessário apresentar o comprovante da declaração do IRPF na agência bancária. O pagamento do valor emprestado é feito na data de recebimento da restituição ou ao fim do contrato, dependendo do que ocorrer primeiro. Os juros são definidos com base no relacionamento do cliente com o banco, mas o mínimo é de 1,93% ao mês.

Bradesco

Bradesco

No Bradesco, também é possível antecipar até 100% do valor da restituição, respeitando o limite de R$20 mil. Na verdade, as condições do empréstimo são bem semelhantes às do Banco do Brasil, como você verá a seguir. O crédito fica disponível para clientes que indicaram o Bradesco como instituição para recebimento da restituição do IRPF. O prazo de pagamento é de até 285 dias, mas se sua restituição cair na conta antes desse tempo, o valor será debitado no momento em que o valor for creditado.

Para solicitar o empréstimo, é necessário comparecer a agência bancária onde tem conta e apresentar uma cópia do comprovante da declaração do Imposto de Renda. A cobrança de IOF ocorre somente no momento do pagamento. A concessão do crédito está sujeita a aprovação e os juros cobrados são de 2,31% ao mês. O valor correspondente a 100% da restituição só vale para clientes com conta-salário. Para aqueles que possuem conta corrente, o crédito fica limitado a 80% do total a ser devolvido pela Receita Federal.

Caixa Econômica Federal

Caixa

Para solicitar a antecipação na Caixa, é necessário atender a três requisitos: ser correntista do banco, ter direito a receber a restituição no ano da solicitação e ter indicado a instituição na declaração para receber a restituição. O banco emprestá até 75% do valor total da restituição com juros a partir de 2,92%. Assim, diferentemente de outas linhas de crédito, a CEF não oferece as melhores condições em relação aos bancos concorrentes.

Caso você queira solicitar o empréstimo, vá até uma agência da Caixa Econômica tendo em mãos o comprovante da sua declaração do IRPF. O gerente fará uma análise para saber o quanto você poderá antecipar. Após a aprovação do limite, é necessário assinar o contrato. Então o dinheiro é liberado automaticamente em sua conta no banco.

Itaú

Itaú

De todos os bancos analisados, o Itaú é o que oferece o menor limite de crédito para antecipação do Imposto de Renda: de R$200 a R$5 mil. No site do banco, é possível fazer uma simulação para saber o quanto você pagará pelo empréstimo. De acordo com o simulador, em consulta no dia 15/08/2015, o empréstimo no valor de R$5 mil tem Custo Efetivo Total de 82.04% ao ano, juros de 4,68% ao mês e IOF de R$65,77. O banco informa que essas taxas correspondem ao máximo cobrado e podem ser menores conforme o relacionamento do cliente com o banco.

Para fazer a solicitação do empréstimo é necessário ter indicado o banco na declaração do imposto. O contribuinte precisa ainda comparecer a uma agência e apresentar o comprovante da declaração, como nos demais bancos. A aprovação depende de uma análise de crédito. Caso o empréstimo seja aprovado, o cliente recebe o dinheiro em sua conta e precisa quitar o valor até dezembro ou quando receber a restituição.

Santander

Santander

No Santander, o cliente pode solicitar a antecipação da restituição diretamente na agência ou pelo canais de atendimento eletrônico: internet banking, caixa eletrônico e central de atendimento. O banco antecipa até 100% do valor a ser recebido pelo contribuinte, com teto de R$20 mil. Os juros são a partir de 2,29% ao mês. Após a aprovação do empréstimo, o valor é rapidamente creditado na conta do cliente. O pagamento ocorre quando o valor da restituição cair na conta ou no término do contrato (o que acontecer primeiro. Caso queira se informar sobre o limite, é necessário entrar em contato pelos números: 4004-3535 (Capital e Regiões Metropolitanas) ou 0800 702 3535 (demais localidades).

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *