Crédito Rural Caixa

A Caixa Econômica Federal, mais conhecida apenas como Caixa, é um banco público, ou seja, ligado diretamente ao governo brasileiro. Por isso, muitos dos serviços prestados pela instituição possuem função econômica ou social, para além das relações meramente financeiras. Esse é o caso da oferta de crédito rural, que ajuda a fortalecer o setor agrícola no país. Desde 2012 a Caixa atua no setor, disponibilizando diferentes linhas de crédito para produtores rurais e cooperativas.

Quem pode solicitar o crédito rural?

O crédito rural da caixa, como dissemos, se destina especialmente aos produtores rurais ou cooperativas formadas por esses produtores. Eles podem ser representados por pessoas físicas ou jurídicas (empresas), havendo linhas diferenciadas conforme as características do contratante. Os juros e demais custos do empréstimo também vão variar conforme a linha e o perfil do produtor rural.

Crédito Rural

Como o crédito rural deve ser usado?

O crédito rural deve ser investido no aprimoramento da produção rural. Na prática, ele poderá ser usado na compra de máquinas e outros equipamentos necessários para a produção ou na compra de animais no setor pecuário. O valor também poderá ser usado para a criação e ampliação de lavouras, custear o ciclo produtivo ou auxiliar na recuperação de pastagem.

Sobre as linhas de crédito

Entrando mais especificamente nas linhas de crédito, vamos explicar algumas delas, informando as atuais cobranças de juros, público alvo e outras características:

Custeio Fácil

É a alternativa mais rápida e prática de crédito rural, voltada para projetos de até R$300.000,00, nas seguintes modalidades:

  • Custeio agrícola: plantio de algodão, amendoim, arroz, café, cana-de-açúcar, cenoura, eucalipto, feijão, girassol, laranja, maçã, mandioca, milho, soja, sorgo, tomate, trigo e uva.
  • Custeio pecuário: bovinocultura de leite e de corte, suinocultura, avicultura, caprinocultura e ovinocultura.

Atualmente os juros são de 6,5% ao ano, como valor reduzido (6%) para produtores do semiárido. No caso do custeio agrícola o prazo de pagamento é de 2 anos e no custeio pecuário é de 1 ano.

Pronaf Custeio-Cooperativas

Essa linha de crédito se destina a cooperativas de crédito formadas por pequenos produtores rurais participantes do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). As taxas de juros são bastante atrativas: de 1% a 3,5% ao ano, com prazo de 3 anos para quitação do valor.

Pronamp

A Caixa também conta com uma linha de crédito para os médios produtores amparados pelo Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural). Na modalidade custeio, os juros ficam entre 4% e 4,5% ao ano e o prazo de quitação é de 2 anos. Já na modalidade investimento, as taxas vão de 2% a 4,5% ao ano, com prazo de até 12 anos.

Investimento Especial

A linha Investimento Especial serve para compra de máquinas e equipamentos e pode ser adquirida tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas. Os juros atualmente são de 3,5% ao ano, com prazo de até 10 anos para quitação. Esse prazo é definido conforme a análise do projeto apresentado pelo solicitante.

Comercialização

Por fim, a linha Comercialização é voltada para cooperativas agropecuárias e agroindustriais. Os juros são de 5,5% ao ano e o prazo de quitação é de até 240 dias. Esse prazo, no entanto, poderá ser ampliado conforme o projeto apresentado.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *