Financiamento Pró-Cotista FGTS: conheça as regras

O Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, mais conhecido como Pro-Cotista, foi criado em 2007 com o objetivo de destinar recursos financeiros para a concessão de financiamentos imobiliários.

Com ele, o dinheiro do FGTS pode ser usado para financiar a compra de imóveis com juros mais baratos. Para aproveitar a redução nas taxas é preciso trabalhar ou ter trabalhado sob regime de FGTS durante um período de 3 anos.

A linha de crédito pode ser usada para a compra de imóveis novos ou usados. Também é possível utilizá-la para construir um imóvel residencial. As condições para contratar o financiamento são:

  • Ter trabalhado durante, no mínimo, 3 anos sob regime do FGTS, sejam eles consecutivos ou não, independente da empresa;
  • No momento da contratação do financiamento, apresentar contrato ativo ou saldo da conta do FGTS vinculada ao CPF do contratante, com valor igual a pelo menos 10% do valor total do imóvel;
  • Não possuir imóveis residencial, esteja ele pronto ou em construção, na cidade onde trabalha, mora ou na região metropolitana do local de trabalho (existem algumas exceções que devem ser consultadas);
  • Não possuir qualquer financiamento ativo do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em todo o território nacional.

Assim, quem está pensando em adquirir um imóvel residencial e atende a todos os pré-requisitos pode procurar um banco que ofereça a linha de crédito Pró-Cotista para aproveitar os juros menores.

Veja como funciona o Pró-Cotista para a compra de imóveis.

Veja como funciona o Pró-Cotista para a compra de imóveis.

Crédito Imobiliário Pró-Cotista do Banco do Brasil

Um dos bancos que atualmente oferece o crédito imobiliário Pró-Cotista é o Banco do Brasil. De acordo com informações do site da instituição, o valor do imóvel fica limitado a R$750 mil para os estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Nos demais estados o limite é de R$650 mil.

Não há limite de renda familiar, desde que o contratante atenda às exigências relacionadas ao FGTS. Até 30% da renda familiar bruta poderá ser comprometida com o pagamento das prestações do financiamento. O prazo máximo é de 36 meses, sendo possível financiar até 90% do valor de avaliação do imóvel.

Os juros não são informados na página, mas, segundo o site do FGTS, não pode ultrapassar  8,66% ao ano. Se você está interessado, o ideal é fazer uma simulação.

Crédito Imobiliário Pró-Cotista da Caixa Econômica

No ano passado, a Caixa Econômica Federal anunciou a liberação de R$4 bilhões para o financiamento imobiliário Pró-Cotista. A ideia, ao retomar a linha de crédito, era estimular as compras de imóveis que estavam desaquecidas após as mudanças ocorridas no financiamento oferecido pelo banco.

Na CAIXA,  é possível financiar até 85% do valor de avaliação do imóvel. O limite, no entanto, é de R$400 mil (menor que o do Banco do Brasil). O prazo de pagamento das prestações é o mesmo para todos os bancos: até 36 meses. Para quem faz o financiamento na CEF, os juros variam entre 7,85% e 8,85% ao ano.

Infelizmente, não encontramos informações no próprio site da Caixa sobre a linha de crédito imobiliário pró-cotista. Por isso, sugerimos que você vá até um agência para conversar com um gerente a respeito das possibilidades de financiamento.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *