Tudo Sobre Habitação da Caixa Econômica Federal

Quando o assunto é financiamento imobiliário a Caixa Econômica Federal ganha destaque. O banco hoje lidera a oferta de crédito imobiliário, sendo responsável por cerca de 70% dos financiamentos em andamento no país. Mesmo com as mudanças anunciadas em janeiro deste ano que refletiram na cota e nos juros das linhas de crédito habitacional da CEF, muitos brasileiros têm interesse em saber mais sobre o funcionamento do financiamento.

Pensando nisso preparamos um tutorial com todas as informações necessárias para você colocar em prática o sonho da casa própria.

Como Conseguir o Financiamento?

O primeiro passo para dar início ao seu financiamento é fazer uma simulação no site da CAIXA. O interessado em fazer um financiamento também pode procurar uma agência da CEF ou Correspondente Caixa Aqui para para esclarecer as principais dúvidas sobre o procedimento necessário.

Após a entrega dos documentos, a Caixa fará uma análise do cadastro para verificar se o crédito pode ou não ser aprovado. Somente depois da aprovação é que serão tomadas as medidas em relação à compra do imóvel. Os engenheiros do banco irão avaliar o imóvel (o valor dessa avaliação será usado para a concessão do crédito independente do valor cobrado pelo imóvel). Durante o processo, a Caixa também avaliará a documentação do vendedor.

Com base nas informações coletadas, os profissionais da CEF indicarão o melhor tipo de financiamento para o seu caso. Então todos os documentos serão reunidos para a elaboração do contrato. É solicitado um prazo para a transferência do valor para o vendedor do imóvel. Depois disso o financiamento será cobrado conforme as condições fixadas na contratação.

Tire suas dúvidas sobre a compra de imóveis com a CAIXA

Tire suas dúvidas sobre a compra de imóveis com a CAIXA

Documentos Necessários

Os documentos a serem apresentados para a efetivação do financiamento podem variar conforme a modalidade de crédito escolhida. No primeiro contato com o banco, é importante ter em mãos os seguintes documentos:

  • Documento de identificação com foto
  • Comprovante de renda
  • Última declaração do IRPF (com recibo de entrega à Receita Federal)

Além desses, também serão exigidos a Certidão de Matrícula do imóvel e os documentos pessoais do vendedor. A lista completa de documentos está disponível para consulta no site da Caixa (clique no link para abrir o arquivo).

Utilização do FGTS

A Caixa Econômica é o banco responsável pela administração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Por isso, a instituição possibilita o uso do FGTS para uso no financiamento imobiliário nas seguintes situações:

  • Compra e construção – os interessados em comprar ou construir um imóvel para fins residenciais pode utilizar o saldo do FGTS para pagar parte ou o valor total do bem;
  • Amortização ou liquidação do saldo devedor – quem tem um financiamento imobiliário em andamento pode utilizar o saldo do FGTS para amortizar totalmente ou pagar uma parte do valor devido;
  • Pagamento de parte do valor das prestações – outra possibilidade é o uso do saldo do fundo para reduzir em até 80% o valor total das parcelas do financiamento durante um período de até 1 ano.

Para recorrer ao fundo em qualquer uma dessas situações é preciso, primeiramente, consultar o saldo da conta do seu FGTS na Caixa. Depois verifique com o gerente a possibilidade de utilização do saldo para investimento na casa própria. Apresente todos os documentos necessários e aguarde a análise que será feita pelo banco. Se tudo for aprovado o seu FGTS fica liberado para utilização conforme as situações que descrevemos acima.

Quando Posso Usar o Financiamento?

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, as linhas de crédito habitacional da Caixa não se destinam somente à compra de imóveis residenciais. Também é possível recorrer ao banco para comprar imóveis comercias, fazer reformas em um imóvel já adquirido ou mesmo para construir em um terreno que você possui. Veja as principais situações em que o crédito pode ser solicitado:

  • Compra de imóvel novo com financiamento de até 90% do valor total e 30 anos para pagar;
  • Compra de imóvel usado com financiamento de até 90% do valor com uso do FGTS ou 50% ​do valor para demais aquisições;
  • Construção em terreno próprio com 30 anos para pagar e juros de 5% ano ano;
  • Compra do terreno e construção do imóvel com possibilidade de financiamento de até 90% do valor;
  • Reforma, conclusão da construção ou ampliação de imóvel com até 30 anos para pagar e juros de 5% ao ano.

Famílias com renda de até R$ 3.275,00 podem conseguir bons descontos em algumas dessas situações. Por isso, vale a pena ir até uma agência da Caixa Econômica para saber quais são as melhores opções no seu caso.

Conheça mais sobre o programa MCMV

Conheça mais sobre o programa MCMV

Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida, criado pelo Governo Federal, possibilita a aquisição de imóveis com subsídio. O programa se divide em duas categorias principais: para família com renda de até R$1600 por mês e para famílias com renda entre R$1600 e R$5000. No primeiro caso, a solicitação é feita por meio de cadastro junto à prefeitura da cidade. Já para o segundo grupo, é possível conseguir o financiamento indo direto a uma agência da Caixa, como mostramos anteriormente. O subsídio dado pelo MCMV pode ser usado para compra de imóvel novo, compra de imóvel na planta ou construção. Para saber mais sobre o funcionamento do programa, o ideal é ler com cuidado a cartilha preparada pela Caixa Econômica.

Feirão e Leilão

Há uma confusão em relação a esses dois tipos de evento. O Feirão de Imóveis da Caixa é promovido periodicamente em grandes cidades do Brasil para facilitar o acesso ao crédito imobiliário. Nos feirões o comprador tem acesso a diversos imóveis oferecidos por construtoras e imobiliárias da região. Caso tenha interesse, ele poderá procurar um agente da Caixa ali mesmo e dar entrada à solicitação do financiamento.

Os leilões são um pouco diferentes. Eles também acontecem periodicamente em algumas cidades. Nesse tipo de evento, a CEF oferece casas e apartamentos que não foram quitados pelos antigos compradores e, por isso, agora são de posso do banco. O comprador precisa dar um lance vencedor para comprar o imóvel no leilão.

Em ambos os casos, é preciso estar sempre de olho no site da Caixa para saber quando ocorrem os eventos em sua cidade.

Telefone de Contato

Para esclarecer dúvidas que não ficaram claras em nosso artigo, sugerimos que você entre em contato com a Caixa Econômica Federal pelo telefone: 0800 728 4499.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *