CADIN: O que é? Como consultar?

Talvez você já tenha ouvido falar no Cadin, ou até esteja com pendências declaradas nele e simplesmente não sabe do que se trata. Apesar de não ser uma lista muito conhecida popularmente, o Cadin possui uma função de grande importância para o mercado financeiro.

Função essa que será explicada nesse post. Portanto se você precisa entender o que é o Cadin e como consultar a lista, a boa noticia é que você chegou ao lugar certo.

O que é Cadin?

Podemos seguir o site do Banco Central do Brasil, dizendo que o Cadin é “um banco de dados que contém os nomes de pessoas físicas e jurídicas com obrigações […] vencidas ou não pagas” junto a entidades públicas. Além disso é possível obter informações referente a pessoas que estão com a inscrição cancelada junto ao Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e de pessoas jurídicas que estejam inaptas junto ao Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ).

Desta maneira, o site também atribui como obrigação do Tesouro Nacional, orientar e expedir normas a respeito do Cadin, de modo que o Banco Central do Brasil possa disponibilizar as informações por meio do Sisbacen.

Como é feito o cadastro no Cadin? No momento em que o cadastro irá ser realizado, o órgão ou entidade responsável tem como obrigação avisar ao devedor que este terá seus dados inclusos ao banco de dados, assim como todos os dados relacionados à divida. Algo semelhante ao que ocorre quando o consumidor tem seu nome incluso no SPC e Serasa.

A única maneira de retirar o nome do banco de dados do Cadin é o devedor apresentar documentação que comprove a regularização do débito junto a entidade que realizou a inscrição junto ao Cadin. Uma vez essa comprovação tendo sido realizada, há um prazo de cinco dias úteis para que os dados do devedor sejam retirados da lista.

Banco_Central_do_Brasil

Entenda o que é o Cadin.

Como consultar o Cadin?

É possível ter acesso ao banco de dados e consultar a situação da pessoa física ou jurídica, através do portal disponibilizado pelo Banco Central na internet. Para isso basta realizar um breve cadastro junto ao SisbacenWeb, para mais informações acesse o portal de orientação do cadastramento clicando aqui. Pessoalmente, você precisará de documentos de identificação como identidade ou carta de habilitação junto com sua cópia autenticada e seu CPF.

Poderá também ter acesso online através de cadastro ou certificado digital pelo Registrato.

Caso você já tenha feito o cadastro no link acima basta acessar o SisbaceWeb dar entrada utilizando o código de acesso ao Cadin – transação: PISP650 – esse acesso pode ser feito quantas vezes desejar, diretamente pela internet. Uma segunda opção é solicitar o relatório do Cadin, para isso siga as orientações clicando aqui.

Consultas presenciais são realizadas em qualquer órgão ou entidade que tenha acesso ao banco, esses dados porém, só podem ser apresentados na presença do responsável pelo débito. Para mais informações sobre o banco de dados, ou para solicitar o acesso a dados restritos entre no site ou em contato com o Banco Central do Brasil, do Tesouro Nacional ou da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Ficou com alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários que teremos o maior prazer em tentar te ajudar. Tem alguma informação relevante a respeito do Cadastro ao Cadin que ficou de fora desse artigo? Avisa a gente, isso nos ajuda a manter o compromisso em trazer informações confiáveis e completas com uma linguagem mais acessível até você.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *