Como Limpar o Nome Sujo

Seja em tempos de crise ou fartura econômica, a inadimplência está sempre presente na vida de alguns brasileiros. Apesar disso, ficar com o nome sujo na praça pode acarretar em uma série de transtornos nada agradáveis para o consumidor. Por isso muitas pessoas estão em busca de maneiras para limpar o nome, neste post vou te explicar como fazer isso e muito mais.

É popularmente conhecido como “estar com o nome sujo na praça” quando o consumidor tem seu nome inserido no cadastro de inadimplentes do SPC e Serasa. No geral as penalidades por estar nessa lista envolvem uma dificuldade maior em conseguir liberação de crédito, financiamentos e empréstimos no mercado.

Ser inadimplente significa ser visto pelas financeiras como um mau pagador, por isso não se surpreenda se tiver uma solicitação de parcelamento cancelada, ou se isso acontecer com seu pedido de empréstimo, crédito, entre outros. A boa noticia é que limpar o nome e voltar a ter acesso ao seu crédito normalmente é mais simples do que parece e, é sobre isso que vamos falar agora.

Como limpar o nome sujo

Seguindo alguns passos, que apesar de simples são de suma importância, é super possível limpar o seu nome e voltar a realizar operações de crédito no mercado tradicional.

1º Passo: A primeira coisa a ser feita é identificar as pendências que atrelaram o seu nome ao status de mau pagador. Ou seja, identifique quais empresas te inscreveram na lista e faça um levantamento do valor atual da sua dívida com cada uma delas.

A parte preocupante aqui é que, sim, você terá que pagar todas essas pendências para voltar a ser considerado um bom pagador e conseguir novas liberações de crédito e vantagens de compras. Porém existem diversas formas de fazer isso, maneiras essas que serão listadas daqui a pouco.

Limpar o Nome

Descubra como limpar seu nome.

2º passo: Quando você já tiver ciência do tamanho da sua dívida, faça o mesmo processo para a sua condição financeira. Entenda quanto você realmente pode se comprometer a pagar por mês, com o objetivo de quitar esses débitos, sem comprometer outras contas e acabar gerando novas dívidas.

Nesse caso identifique se você tem algum recurso financeiro guardado, se vale a pena vender algum bem para levantar novos recursos. Carros e motos, por exemplo, costumam ser uma maneira de levantar uma quantia interessante para as negociações futuras. É importante ter esses dados bem esclarecidos para você apresentar bons argumentos e transmitir credibilidade quando for confrontar as empresas para as quais você está devendo. Este inclusive é o próximo passo.

3º passo: Agora que você já sabe o valor inicial da sua dívida, o valor atual da mesma e a sua capacidade financeira de assumir outros compromissos, é chegada a hora de negociar. O indicado aqui é procurar as empresas nas quais você é credor e negociar valores com cada uma delas. Nessa parte, oferecer valores de entrada e financiar o restante costuma ser bem vantajoso, já que em muitos casos é possível conseguir uma redução nas taxas de juros através desse método.

Ainda nessa linha de negociação, caso você tenha conseguido juntar uma quantia considerável, vale tentar propor a quitação da divida oferecendo o valor inicial a vista. Caso a proposta seja aprovada, seria uma forma de limpar o nome sem pagar os juros atrelados a ela.

Outra maneira é parcelar os valores em longas prestações, de modo que a quantia mensal não seja tão elevada. Em casos assim, as taxas de juros costumam ser altas, porém a quantia comprometida por mês é mais baixa, ou seja, se sua capacidade de pagamento mensal é menor, talvez essa seja uma maneira de conseguir cumprir com seu compromisso sem comprometer grande parte do seu salário e acabar colocando outras contas em risco.

Entretanto, se você não tem tanta urgência em limpar seu nome, é possível negociar as dividas com as empresas e ir quitando uma a uma, na medida em que conseguir acesso a novos recursos financeiros e da mais cara para a mais barata, i.e., começando com a de juros mais altos. Dessa maneira você pode concentrar seus esforços em conseguir pagar o mínimo possível de juros para cada empresa, mesmo sem muito dinheiro em caixa. O problema é que esse processo costuma ser demorado, já que você irá quitar uma dívida para depois buscar negociar a próxima e assim por diante.

4º passo: Dados levantado e negociação concluída, agora vem a parte mais simples, porém a mais difícil. Cumpra com esses novos compromissos de maneira religiosa, no geral, ao atrasar ou não pagar alguma prestação proveniente de renegociação de dívidas, você perde todos os benefícios conquistados no momento da negociação.

Após seguir os 4 passos indicados e pagar começar a quitar suas dívidas seu nome já é retirado da lista de inadimplentes e você volta a ter acesso ao seus limites de crédito. Ou seja, seu nome é limpo antes mesmo de você concluir o pagamentos de suas dívidas, basta negociá-las e começar a pagar para o mercado entender que agora você merece o status de bom pagador.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *