Qual o conceito de ágio e deságio? Veja exemplos

Os termos utilizados no mundo das transações financeiras conseguem deixar qualquer um louco. São tantas palavras desconhecidas e com significados complexos, que muitas vezes o consumidor pode acabar até perdendo dinheiro por não saber exatamente quais são as taxas ou condições aplicadas em uma transação. Um exemplo disso é o conceito de ágio e deságio. Essas palavras parecem frequentemente em contratos de compra e venda, cartões de crédito, câmbio de moedas ou qualquer outra operação financeira.

Para descomplicar sua vida e facilitar o entendimento do que se tratam essas expressões, fizemos um resumo com as informações básicas, aplicações e exemplos do ágio e deságio. Continue lendo!

O conceito de ágio

Ágio é o termo que nomeia o valor a mais cobrado por uma mercadoria ou serviço, durante uma operação financeira. Ele também pode ser considerado como o lucro de uma empresa que está por trás da operação. Trata-se de uma expressão bastante comum na linguagem financeira, apesar de a maioria dos brasileiros não ter uma noção clara de seu significado. Por isso, o ágio acaba sendo um dos principais motivos do endividamento dos cidadãos.

Para entender melhor, um exemplo prático. Uma pessoa adquire um produto dividindo o pagamento em 12 prestações. Para fazer o parcelamento, pode ser cobrado um valor a mais a cada mês, também chamado de juros, na forma de porcentagem. Ao final do pagamento, haverá uma diferença entre o preço inicial e o final. Esse valor é chamado de ágio: a quantia adicional cobrada na forma de juros.

O conceito de deságio

O deságio é definido como a diferença entre o valor real e o nominal de uma moeda, por exemplo, em uma operação. Trata-se do oposto do ágio, pois é a diferença entre a quantidade de dinheiro paga e o preço nominal, o valor de face do ativo. Isso acontece quando o valor pago é menor no momento da aquisição. A consequência de uma operação com deságio é que a rentabilidade dessa compra será mais alta, afinal, ela foi feita com os preços em melhores condições.

Ágio e deságio

Ágio e deságio têm significados fáceis de entender veja exemplos abaixo

Exemplos práticos de ágio e deságio

Para entender melhor como esses valores são descontados ou incorporados em uma operação, é necessário colocar alguns exemplos práticos, para visualizar melhor o funcionamento do ágio e do deságio.

O primeiro exemplo diz respeito a uma fatura de cartão de crédito. O fechamento da fatura é feito alguns dias antes do vencimento do pagamento, portanto é possível que no mês subsequente seja cobrada uma diferença para mais ou para menos (ágio ou deságio), que diz respeito a variação da taxa praticada pela instituição entre os dias que correm entre o fechamento da fatura e o vencimento dela.

Isso ocorre principalmente quando há compras feitas no exterior pois a moeda é diferente. Essas diferenças envolvem a variação do câmbio durante as transações e no momento do pagamento.

Outro exemplo é quando se faz uma compra durante um leilão, onde há valores mínimos para aquisição de um bem. A diferença entre o valor mínimo e o lance escolhido como vencedor é o ágio. Se por algum motivo, a quantia mínima não for adquirida e houver um desconto para que a peça seja leiloada de qualquer maneira, a diferença será o deságio.

[/caption]

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *