Quais Documentos Podem Ser Usados Como Comprovante de Renda?

É muito comum que bancos e financeiras exijam a apresentação de um comprovante de renda para a concessão de crédito, seja por meio de empréstimos, financiamentos ou cartões. A renda mensal recebida por aquele consumidor é usada para definir o risco de crédito, bem como para calcular o limite que poderá ser liberado.

Alguém que recebe um salário mínimo dificilmente conseguirá um cartão de crédito com limite de R$10 mil, por exemplo. Isso acontece por uma regra financeira bem simples: você não pode pagar mais do que ganha.

Dessa forma, o comprovante de renda tem um papel importante na análise de crédito feita pelas instituições financeiras. É a partir das informações sobre os recebimentos mensais que será definido o tipo de serviço a ser oferecido para cada indivíduo.

Quando a pessoa trabalha com carteira assinada, comprovar renda é mais simples porque a própria carteira de trabalho indica quais são os ganhos. Porém, existem várias situações em que essa comprovação fica bastante complicada. Rendas advindas de trabalhos autônomos, alugueis, pequenos negócios não regularizados, dentre outros casos, podem ser difíceis de comprovar.

Em termos legais, ninguém pode ser prejudicado por não ter um holerite ou carteira de trabalho como comprovante de renda. Por essa razão, outros documentos devem ser aceitos pelas instituições financeiras no momento da abertura do crédito. A DECORE, por exemplo, é uma declaração oficial que precisa ser aceita pelos bancos. Existem também casos em que a instituição facilita um pouco a comprovação, aceitando extratos e até mesmo faturas como comprovante.

Documentos que servem como comprovante de rendimentos

Documentos que servem como comprovante de rendimentos

 Declaração do Imposto de Renda

Um dos documentos que podem ser usados oficialmente como comprovante de renda é a declaração do Imposto de Renda, uma vez que ela informa tudo o que foi recebido pelo declarante no ano anterior. O problema é justamente a não atualização das informações. Por isso, os bancos podem solicitar outros documentos que complementem as informações contidas na declaração, como extrato, comprovantes de recebimento, carteira de trabalho e outros. Cada caso é um caso, sendo importante conversar diretamente com o solicitante para saber o que é melhor apresentar juntamente com a declaração.

Carteira de Trabalho

Quem recebe salário fixo com carteira assinada pode usar a CTPS para comprovar renda. No entanto, é comum que o documento não seja suficiente quando o trabalhador recebe mais do que o indicado na carteira. Se você quiser, por exemplo, ter um limite de crédito maior baseado na sua renda real, será necessário apresentar outros documentos que, assim como no uso da declaração do IR, devem ser negociados diretamente com a instituição que está solicitando o comprovante.

Holerite

O holerite é o comprovante de renda mais cômodo porque trás informações um pouco mais específicas sobre os ganhos do funcionário. Porém, ele também pode não incluir benefícios e comissão por vendas. Na maior parte das vezes, as instituições financeiras exigem os comprovantes de renda dos últimos 3 meses para conceder o crédito ou abrir uma conta. Em algumas situações, também poderá ser solicitado o comprovante relativo aos últimos 6 meses (para uma análise mais abrangente).

DECORE

A Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos, mais conhecida como DECORE, é bastante eficaz para quem tem dificuldade de comprovar renda. Nesse caso, um contador solicita os documentos que ajudam na comprovação, como comprovantes, extratos, declaração do IR e outros, e escreve, a partir desses dados, um declaração do valor da renda. Ela precisa ser redigida por um contador registrado no Conselho Regional de Contabilidade. Procure o profissional para saber quais documentos você deve apresentar para a elaboração da DECORE.

Extrato do Banco

Antes de falar do extrato do banco, é preciso salientar que ele nem sempre será aceito como comprovante de renda. Somente nos casos em que a instituição informar que aceita esse documento você poderá apresentá-lo. O ideal é imprimir os comprovantes dos últimos 3 meses, pelo menos, e pedir para que o gerente assine. Assim, o documento ganha mais credibilidade.

Informação Importante

Você pode encontrar na internet comprovantes de renda editáveis. Porém, é muito perigoso utilizar esse tipo de documento falso. Os bancos e financeiras têm meios para verificar a autenticidade do documento e podem, além de não conceder o crédito, acionar a justiça. A falsificação de documentos é crime!

[/caption]

Comentários
  1. noe infanti
    • Flávio

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *