Quais os Horários das Agências Bancárias Durante a Quarentena?

Devido ao atual cenário de pandemia do coronavírus, o chamado COVID-19, diversos governos estaduais e municipais declararam a quarentena. Esta medida de prevenção, que visa combater a disseminação ainda maior do vírus, principalmente no meio de pessoas de risco, requer que os indivíduos fiquem em casa o máximo possível. Desta forma, o comércio não-essencial fechou, escolas e faculdades tiveram as atividades suspensas e empresas de viagens cancelaram as suas rotas intermunicipais e interestaduais. Porém, como o serviço bancário é algo essencial, ele ainda continua ativo, porém, em horário reduzido e tomando as devidas precauções.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os bancos deverão operar pelo período mínimo das 10 horas às 14 horas. Ainda, os idosos, gestantes e pessoas portadoras de deficiências poderão contar com o atendimento das 9 horas às 10 horas nas agências bancárias. Neste mesmo horário preferencial, também poderão ser atendidas as pessoas do grupo de risco do coronavírus, como os indivíduos que possuem doenças respiratórias crônicas. Com esta medida, a Federação Brasileira de Bancos visa diminuir o contato entre os clientes bancários e resguardar, principalmente, o grupo de risco.

Abaixo, saiba mais sobre o funcionamento dos bancos nestes período de quarentena e quais são as recomendações da Febraban para os clientes que não precisam realizar serviços essenciais.

Como será o funcionamento bancário durante a quarentena?

O novo coronavírus surgiu na China, em meados de dezembro de 2019. De acordo com o Ministério da Saúde, o COVID-19 é uma variação do coronavírus, que foi detectado pela primeira vez em 1937. Segundo investigações, o COVID-19 originou-se em um mercado a céu aberto, na província de Wuhan. Ainda não está claro como ocorreu a mutação que resultou neste novo tipo de coronavírus, mas sabe-se que este chegou aos humanos, como diversos outros vírus, por meio dos animais.

O COVID-19 é uma doença de uma família viral que causa infecções respiratórias e sintomas que variam entre febre, tosse, diarreia, etc. O conjunto desta doença pode levar o infectado a um quadro grave, resultando até mesmo na morte, o que é mais comum no grupo de risco. Devido ao número crescente de transmissões e, consequentemente, pessoas infectadas, diversos governantes estaduais e municipais declararam quarentena, visando conter o surto do COVID-19.

Atendimento bancário durante quarentena

Os bancos devem funcionar de 10h às 14h, para atendimento.

Com a quarentena, os bancos também precisaram adaptar o seu modo de funcionamento. Como o atendimento bancário é considerado um serviço especial, ele não pôde ser interrompido como diversos outros. Mas, de acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), para diminuir o contato entre os clientes e funcionários, deve ser adotado um horário de funcionamento especial.

A Federação Brasileira de Bancos determinou que as agências bancárias devem funcionar pelo período mínimo das 10 horas às 14 horas, permitindo apenas a realização de serviços essenciais e limitando o número de pessoas dentro das agências. Este período de atendimento é voltado para atender às necessidades dos clientes em relação ao combate da disseminação do COVID-19.

Porém, como mencionado acima, existe o grupo de risco do novo coronavírus, com o qual deve-se ter um cuidado redobrado. Por isto, a Febraban também determinou que as agências bancárias devem reservar o horário de 9 horas às 10 horas para o atendimento exclusivo deste grupo, incluindo gestantes e pessoas portadoras de deficiências.

Mesmo determinando estes horários de funcionamento obrigatórios para os bancos, a Federação ressaltou, em sua nota publicada no dia 24/03, que os clientes bancários devem evitar de deslocar-se para as agências bancárias. De acordo com a instituição, deve-se dar preferência para realizar as operações online, usando os canais digitais, ou remotamente, por outros canais de atendimento, como o telefone.

Nos aplicativos bancários, os clientes podem realizar o agendamento e pagamento de contas, transferências por meio de DOC ou TED, consulta de saldos e extratos, contratação de serviços e empréstimos, entre outros serviços. Por isto, antes mesmo de pensar em ir até a sua agência, se certifique de que precisa realmente realizar um serviço essencial, pois apenas estes serão atendidos.

A Caixa Econômica Federal já restringiu o atendimento presencial apenas para realização de saque INSS sem cartão, saque de seguro-desemprego/defeso sem cartão e senha, saque do Bolsa Família e outros benefícios sociais sem cartão e senha, pagamento de abono salarial e FGTS sem cartão e senha, desbloqueio de cartão e senha de contas e, finalmente, abastecimento e processamento de depósitos feitos nos caixas eletrônicos.

Já o banco Santander fechou diversas de suas agências, dando férias coletivas aos seus funcionários, enquanto o banco Itaú solicita que os seus clientes realizem os serviços que necessitam online.

[/caption]

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *