Pagamento Instantâneo 24×7 – O Que Vai Mudar nos TEDs e DOCs?

Quem nunca passou por uma situação em que precisa-se realizar uma transferência, mas o horário permitido do dia foi ultrapassado? Isso é muito comum, porque os bancos não disponibilizam estes serviços 24 horas por dia. Comumente, quando o horário é ultrapassado, a operação fica para ser efetivada no dia seguinte.

Porém, os pagamentos 24×7 estão chegando no Brasil, facilitando a vida de todos. O termo 24×7 se refere às transações que poderão ser realizadas em qualquer momento do dia, instantaneamente. Esta iniciativa do Banco Central deve começar a valer a partir do segundo semestre de 2020, e irá substituir os TEDs e DOCs por pagamentos com códigos específicos e com tecnologias avançadas. Confira abaixo.

Pagamentos 24×7

Este é um grande avanço para todos, não só empresas. Hoje em dia os pagamentos eletrônicos possuem limitações devido à horário de funcionamento dos bancos, dentre outras questões. Além disso, quando iremos realizar um DOC ou TED, precisamos inserir diversos dados, como banco e agência de quem irá receber a quantia e a tarifa cobrada pelo serviço é alta.

E, este sistema novo simplifica não só as transações eletrônicas, mas também outros tipos de trâmites financeiros. Muitas pessoas utilizam o dinheiro em espécie para pagamentos, ou mesmo cartões de crédito ou débito, o que gera altos custos devido às tarifas cobradas tanto pelo saque quanto pelas máquinas de cartões.

O objetivo do Banco Central com o Pagamento 24×7 é de simplificar e agilizar este processo, propondo um trâmite financeiro que deve ser tão simples quanto selecionar alguém na lista de contatos. Assim, propõe-se que o consumidor possua apenas um smartphone, uma conta em alguma empresa de serviços de pagamento e a aplicativo desta empresa. Desta forma, os pagamentos podem ser realizados por códigos, como o o QR Code.

A proposta é que os estabelecimentos comerciais possuam apenas um único código identificador, o que permitirá que os clientes leiam o código com os aplicativos e realizem o pagamento. Assim, diminui-se os intermediadores neste processo. Antes, estavam envolvidas empresas de pagamento, que fornecem as máquinas, empresas de bandeiras de cartões, câmara de compensação etc. Quanto menos empresas envolvidas, menor o custo.

A proposta do Bacen é instituir pagamentos por código.

A proposta do Pagamento 24×7 é que sejam realizados instantaneamente

Hoje em dia já existem opções de pagamentos via QR Code, mas é um sistema fechado, em que tanto o lojista quanto o cliente precisam possuir contas no mesmo banco para utilizar esta ferramenta. O Bacen propõe que esta rede seja agora livre e interligada, de forma que qualquer pessoa possa utiliza-la para pagar.

As discussões para que este sistema de Pagamentos 24×7 seja implantado estão avançadas, e já houve a divulgação do Comunicado 32.927, de 21 de dezembro de 2018, que definiu os próximos passos que devem ser tomados para a implantação do ecossistema no Brasil. Este comunicado determinou os requisitos fundamentais para que o processo seja implementado. Ainda, o Bacen divulgou um documento final com a objetividade do sistema, regulamentação e o porquê de acreditarem que esta será a melhor forma de solucionar os problemas de pagamento. Leia abaixo um trecho da proposta:

“No ecossistema de pagamentos instantâneos brasileiro, a infraestrutura única de liquidação será operada pelo BC. O BC possui expertise em operar sistemas dessa natureza, a exemplo do Sistema de Transferência de Reservas (STR), não possui objetivo de lucro e teria facilidade em integrar o sistema com outras bases de dados internas, inclusive para fins de supervisão e de prevenção à lavagem de dinheiro. Esses fatores facilitam o desenvolvimento e a operação da infraestrutura pelo BC, o que traz ganhos em termos de economias de escopo e de escala e em termos de estratégia de precificação do serviço”

Para entendermos melhor como será este futuro, podemos tomar como exemplo o Iti. O Iti é uma carteira digital do Itaú, que antecipa esta era de pagamentos digitais que está chegando. Por meio do Iti os clientes podem realizar pagamentos pelo QR Code, utilizando somente o aplicativo no smartphone. O Inter, com o Interpag, tem uma solução semelhante também. Isso também será proveitoso para os empreendedores, que podem usufruir do sistema.

Enquanto o Pagamento 24×7 vai ser implementado somente no segundo semestre de 2020, o Iti já será liberado em julho deste ano, 2019. Basta que a pessoa baixe o aplicativo, cadastre os cartões ou mesmo deposite dinheiro na conta. Já os empreendedores podem realizar vendas com o Iti, emitindo o QR Code e recebendo o dinheiro a taxa de 1%. Nesse modelo, o custo é muito baixo. Isso porque a taxa vai integralmente para o Iti e não há divisão entre bandeira, adquirente e emissor.

Caso queira, pode começar a utilizar o Iti e ir se acostumando a esse novo modo de pagamento, mais simples e inovador.

[/caption]

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *