Como Consertar um Dado Errado no Auxílio Emergencial?

Para receber o Auxílio Emergencial, os indivíduos que não recebem o Bolsa Família ou foram inscritos no CadÚnico, até o dia 20 de março, devem se cadastrar no site ou aplicativo, ambos disponibilizados pela Caixa Econômica Federal. Por meio destas plataformas, deve-se inserir os dados pessoais do solicitante, o que inclui as suas informações financeiras, e alguns outros referentes ao seu núcleo familiar. Após o cadastro, o solicitante deve acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, pelo próprio site ou app.

De acordo com a Dataprev, empresa que está realizando a análise dos dados dos beneficiários, já foram cerca de 46 milhões de aprovados. Porém, muitos outros indivíduos também tiveram o auxílio negado. Isto pode ocorrer simplesmente porque o indivíduo não cumpre todos os requisitos, ou porque foram inseridos informações erradas na hora do cadastramento. Em relação à estes dados erroneamente informados, não é necessário se preocupar, visto que é possível modificá-los.

A Caixa Econômica Federal não iria disponibilizar esta modificação, mas, após milhares de solicitações, permitiu que elas fossem realizadas até 5 dias úteis após a validação do cadastro. Ou seja, caso uma pessoa tenha se cadastro nesta segunda-feira, dia 20, ela terá até sexta, dia 25, para mudar os dados. Esta correção pode ser feita pelo site ou pelo aplicativo, disponibilizados pela Caixa Econômica Federal. Confira abaixo como deve-se realizar esta modificação, detalhadamente.

Como mudar os dados pelo site ou app da Caixa?

Como pôde-se perceber, na última semana, muitas pessoas tiveram o Auxílio Emergencial negado. Alguns não cumpriam todos os requisitos e, outros, inseriram dados errôneos no momento de seu cadastro, o que ocasionou tal recusa. Para os que inseriram dados errados, é possível reparar tal erro, antes mesmo da sua solicitação ser aprovada ou, então, recusada.

Inicialmente, a Caixa Econômica Federal havia informado que estas correções não seriam possíveis e, por isto, era preciso que todos inserissem as informações com muito cuidado. Porém, devido à grande quantidade de solicitações que a instituição recebeu, após a primeira semana de cadastro no site e aplicativo, resolveu-se disponibilizar tal correção.

Por isto, quem já fez o pedido para receber o auxílio de R$ 600,00, mas errou na inserção de algum dado ou até mesmo se esqueceu de inserir alguma informação, como algum indivíduo do núcleo familiar, poderá reparar o cadastro. Isto deve ser feito em até cinco dias após a validação do cadastro. Ou seja, os indivíduos que se cadastraram no primeiro dia disponível não poderão mais realizar esta modificação, uma vez que este prazo determinado pela Caixa Econômica Federal já foi ultrapassado.

Auxílio Emergencial

A modificação de dados pode ser feita pelo site ou pelo próprio aplicativo.

Esta correção pode ser feita pelo site ou pelo app Caixa Auxílio Emergencial. É preciso apenas que o solicitante entre no seu login e informe as suas documentações pessoais. Deve-se conferir o formulário preenchido por ele mesmo, na primeira tentativa, e modificar os dados que estiverem errados. Onde forem identificados os erros, deve-se alterá-los, com muita atenção, e confirmar a ação.

Após a modificação do cadastro, o solicitante deverá novamente esperar o prazo de cinco dias úteis, para que o recebimento do Auxílio Emergencial seja aprovado ou negado. É importante mencionar que, devido ao grande volume de pessoas que estão se inscrevendo para o recebimento deste benefício, o prazo previsto pela Caixa está se tornando maior. Como a própria instituição mencionou, esta era apenas uma previsão.

Sendo assim, caso o retorno demore, após a alteração do cadastro, não é necessário ir às agências ou ligar para o telefone 111, disponibilizado pela Caixa para retirar dúvidas acerca do Auxílio Emergencial. O banco orientou que é preciso ter paciência e estar sempre atento ao andamento da solicitação. Consulte o site, ou o aplicativo. Se a solicitação for aprovada, será indicado por qual meio será feito o recebimento do Auxílio.

[/caption]

Comentários
  1. Amarildo de Cássio Martins da silva

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *