Como Trocar a Conta do Auxílio Emergencial?

No que se trata do recebimento do Auxílio Emergencial, os indivíduos que recebem o Bolsa Família ou já são inscritos no CadÚnico, desde 20 de março, não precisam realizar a solicitação do benefício. Porém, os demais necessitam realizar este cadastramento por meio das plataformas disponibilizadas pela Caixa Econômica Federal, seja pelo site ou pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial. Neste cadastramento, é preciso informar alguns dados pessoais, incluindo a composição e renda do seu núcleo familiar. Ademais, também é preciso informar uma conta bancária já existente, ou solicitar a abertura de uma conta digital, do tipo poupança digital social, para o recebimento do Auxílio Emergencial, caso ele seja aprovado.

Caso o indivíduo já seja bancarizado e possua uma conta em seu nome, ele pode utilizá-la para receber o seu benefício. Assim, será preciso apenas informar o banco, agência e número da conta. E, como mencionado, caso ele não possua vínculo bancário, pode-se solicitar a abertura da conta digital, do tipo poupança social, que proporciona algumas vantagens. Por exemplo, pode-se realizar até três transferências gratuitas, para outros bancos.

Porém, o que fazer caso o indivíduo deseje alterar a sua conta, para o recebimento do benefício? De acordo com a Caixa Econômica Federal, será possível alterar as suas informações, seja após receber a resposta da solicitação ou em até cinco dias após a validação do cadastro. Segundo a Caixa, haverá esta possibilidade, para que os indivíduos possam incluir informações que esqueceram ou corrigir as que desejam. Abaixo, saiba mais sobre esta questão.

Como alterar os dados bancários para receber o Auxílio?

Inicialmente, a Caixa Econômica Federal havia determinado que não seria possível realizar a alteração de dados, após inseri-los no cadastramento para receber o Auxílio Emergencial. Porém, após diversas solicitações, a instituição decidiu permitir que certas alterações fossem realizadas, seja para alterar dados que foram inseridos errados ou para adicionar informações esquecidas.

De acordo com o que foi dito pela Caixa Econômica Federal, estas alterações podem ser feitas em duas situações: em até 5 dias úteis após a validação do cadastramento ou após a finalização da primeira análise. Provavelmente, isto dependerá da situação do indivíduo. Por exemplo, os que se cadastraram nos primeiros dias disponíveis não poderão contar com o prazo de 5 dias úteis, mas poderão realizar as modificações após o término da primeira análise.

Ou seja, é preciso que todos fiquem atentos para que saibam quando será possível realizar a alteração dos dados bancários. Para acompanhar a primeira análise, deve-se utilizar o site ou o aplicativo. O status deve estar “Em Análise”, enquanto a Dataprev estiver estudando a situação do solicitante.

Caixa Auxilio Emergencial

A alteração dos dados bancários pode ser feita pelo app ou pelos site.

Para alterar os dados bancários, será necessário utilizar o site ou o app, ambos disponibilizados pelo banco. Realize o login, e acesse a plataforma escolhida. Informe todos os seus dados pessoais e, então, confira no formulário disponibilizado se os dados estão corretos. Onde os erros forem identificados, as informações devem ser modificadas.

Insira todas as informações cuidadosamente, uma vez que não sabe-se se esta alteração poderá ser feita mais de uma vez. Confira-as duplamente e, somente depois, confirme-as. E, como a alteração trata-se do cadastro bancário, tenha a certeza de que a agência e a conta inseridas estão corretas. Caso algum número esteja errado, é possível que o Auxílio não seja depositado corretamente, e, possivelmente, uma conta digital, do tipo poupança social, será aberta para você.

Posso receber o Auxílio em bancos digitais?

Muitos dos beneficiários estão se questionando se é possível receber o Auxílio Emergencial por meio dos bancos digitais, como Nubank, Inter, PagBank, dentre outros. Mas, não é preciso se preocupar, pois a Caixa está disponibilizando esta oportunidade. Basta escolher a empresa que prefere pela plataforma, corretamente.

Ainda, muitas das contas digitais, como a da Nubank, não possuem uma classificação certa, de corrente ou poupança. Mas, segundo a Caixa, não importa qual classificação o beneficiário inserir, nestas situações, é preciso apenas que os dados bancários, referentes à agência ou conta, estejam corretos.

O importante é não inserir a conta de outra pessoa, mesmo que seja esposa, marido, pai, mãe, tio, irmão, companheira ou companheiro, amigo etc. Utilize uma conta a qual seja titular ou abra a poupança digital da Caixa disponível pelo próprio aplicativo.

[/caption]

Comentários
  1. Miguel Ramos dos Santos
  2. Eduardo nunes
  3. Marcio Jesus silva
  4. Biiah dias
  5. Daniel Lima
  6. Elder
  7. Jaqueline Diogo
  8. Florencia
  9. Beatriz
  10. Robkennedy
  11. Anderson Renan dos Santos
  12. José Fernandes Zuccon
  13. Marcos
    • michele
  14. ADEMIR DIREITO DA SILVA
  15. Graziela
  16. Silviaa Aira
  17. Ede Carlos Gonçalves
  18. MariaFranciscaAlexa

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *