Como Pagar GPS Sem Código de Barras?

O GPS, Guia da Previdência Social, é o documento pelo qual realizamos o pagamento do INSS, dentre outros tributos. Ele deve ser preenchido e quitado por meio de algum banco conveniado, casas lotéricas, correspondentes bancários, ou pelo débito em conta disponibilizado por meio da rede internet ou aplicativos eletrônicos dos bancos conveniados. Porém, o GPS pode vir sem o código de barras, e muitas pessoas ficam com dúvidas de como paga-lo sem esta ferramenta de identificação.

O código de barras é um facilitador se, por exemplo, você for pagar o GPS por meio de aplicativo ou terminal de autoatendimento. Acontecerá a leitura do código e o sistema já irá identificar o documento. Mas, sem esta funcionalidade, você pode utilizar o Internet Banking, e optar pelo pagamento de tributos sem o código de barras, ou então pode realiza-lo no Caixa Eletrônico e preencher manualmente o formulário. Confira abaixo um maior detalhamento sobre o processo.

Pagando o GPS sem Código de Barras

Muitas pessoas tem o costume de pagar o GPS do modo mais conhecido, que é pela identificação do código de barras. Porém, sem esta ferramenta, é preciso achar outro meio para quitar o documento. Como mencionado, o GPS é um documento que permite o pagamento de contribuições previdenciárias. Por meio do SAL, o Sistema de Acréscimos Legais, você calcula o GPS de empresas e equiparadas, órgãos públicos, contribuintes individuais, segurados especiais, empregado doméstico e facultativo.

O formulário de preenchimento do GPS é bastante simples. Você terá que inserir as informações do contribuinte, como nome e endereço, valores a serem pagos, código de pagamento, competência, identificador, etc. Quanto ao código de pagamento, ele pode ser consultado no site da Receita Federal. Comumente, o código mais comum de pagamento é o 1007, do Contribuinte Individual, de recolhimento mensal, com números do NIT/PIS/PASEP. Mas ele irá mudar, conforme for autônomo que não presta serviço à empresa, se a contribuição for trimestral, dentre outros aspectos.

Internet Banking e Aplicativos

Para pagar o tributo sem o código de barras, temos a opção mais simples, que é a de paga-lo por meio do Internet Banking ou por aplicativos correspondentes ao seu banco. Comumente, os bancos conveniados vão disponibilizar a opção de um formulário para preenchimento do GPS. Este formulário é exatamente igual ao formulário disponível no site da Receita e do INSS, com os mesmos campos e mesmas informações. No Internet Banking vocês podem achar estas opções nas abas “Pagamentos”, “Pagamentos de Tributos”, “Pagamentos sem códigos de barras” ou “Tributos”.

Conforme você for inserindo as informações, o sistema irá reconhecer o documento GPS em questão. Alguns bancos, como o Banco do Brasil, oferecem aplicativos específicos para o pagamento do GPS. O BB GPS é uma ferramenta disponibilizada aos clientes por meio de convênio para o pagamento por meio de débito automático agendado.

Formulário da Caixa, disponibilizado no Internet Banking, para GPS.

A Caixa disponibiliza no Internet Banking o formulário acima para o pagamento sem código de barras.

O aplicativo permite que os clientes BB gerem o arquivo de GPS que será transmitido para o banco, controle dos pagamentos pelo agendamento, crítica dos campos da GPS e a impressão da guia liquidada junto a autenticação eletrônica que é aceita pela Receita. Com estas funcionalidades o cliente tem maior rapidez para realizar os pagamentos, confiança e segurança.

Já o banco Bradesco, outra instituição conveniada, oferece apenas a opção da ferramenta de Pagamento Eletrônico de Tributos, porém com a troca de arquivos. Ou seja, é necessário que o documento tenha o código de barras. Por isso, neste banco talvez seja necessário ir até a agência e pedir a orientação na boca do caixa, ou no caixa eletrônico.

Caixa Eletrônico

Nos Caixas Eletrônicos, é comum que as pessoas pensem que somente é possível pagar caso haja um código de barras. Porém, alguns bancos disponibilizam a opção de “Pagamentos” ou “Tributos” para que você possa realizar o preenchimento do formulário.

O importante, que deve ser levado em conta tanto por meios eletrônicos quanto pelo autoatendimento, é que devemos estar muito atentos às informações que inserimos. Confira mais de uma vez as informações inseridas e principalmente o código de pagamento. Caso seja inserida quaisquer informações errôneas será necessário realizar uma Retificação de Pagamento, que pode ser tanto online quanto presencial.

A dica é sempre preencher o formulário GPS antes, imprimi-lo em PDF e tê-lo consigo na hora que for fazer o preenchimento por um destes dois meios. Assim, terá menor incidência de erros, pois você irá apenas passar as informações para o novo formulário.

[/caption]

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *