Qual a diferença entre sacar no débito e no crédito?

Retirar dinheiro do banco, em espécie, principalmente se tratando de valores elevados é uma prática não recomendada por todos os especialistas em segurança. Felizmente, hoje em dia, esse é um risco muito grande que pode ser evitado graças aos diversos canais eletrônicos e digitais que estão sendo disponibilizados pelas instituições financeiras.

Porém algumas situações ainda nos obrigam a realizar os tradicionais saques e nessa hora você pode se deparar com algumas questões sobre essa transação. Por exemplo, você sabe que existe duas modalidades de saques? E qual a diferença entre o saque feito com o cartão de débito e o saque realizado por meio do cartão de crédito?

No post de hoje você irá entender qual a diferença entre essas modalidades e como cada uma funciona. Também vamos te dar algumas dicas para que você não entre em dividas gigantescas com o cartão de crédito e evite transformar esse limite de saque em uma enorme dor de cabeça no futuro.

Saque no Débito ou no Crédito?

De fato, as duas modalidades existem, entretanto possuem um modo de funcionamento bastante diferente. O objetivo final, obviamente, é que você consiga realizar o saque e saia do banco com o dinheiro em espécie. Porém, como o próprio nome diz, a origem desse recurso é diferente e por isso as taxas envolvidas são muito importantes nessa comparação.

Saque com o Cartão de Débito

crédito

Saiba a diferença entre o saque no crédito e no débito.

O saque no débito é a forma mais barata de retirada de recursos, geralmente não existe nenhuma cobrança de taxas por essa movimentação e a mesma pode ser realizada diretamente nos pontos de autoatendimento do seu banco.

As cobranças possíveis nesse caso são para aqueles clientes que realizam a operação inúmeras vezes no mesmo mês. Nessa situação, acima de um determinado número de saques, seu banco poderá realizar a taxação de acordo com seu pacote de serviços, mas no geral esse custo é muito baixo e depende do pacote de serviços vinculado à sua conta bancária.

Para sacar através do débito você precisa ter um saldo positivo no banco e, o valor debitado é descontado imediatamente na sua conta. Por tanto, nesse caso, para sair com dinheiro, você precisa ter o valor desejado disponível na sua conta.

Saque com o Cartão de Crédito

Ao contrário do que ocorre na modalidade citada acima, esse serviço não está disponível para todas as categorias de contas bancárias, porém hoje em dia grande parte delas tem acesso ao recurso. Como o próprio nome sugere, no saque com cartão de crédito, o valor retirado do banco é descontado em uma linha de crédito pré aprovada para você que possui um cartão de crédito do banco.

Isso significa que, apesar da facilidade para pegar o dinheiro, uma vez que o saque pode ser realizado diretamente em um posto de autoatendimento, você não precisar ter o dinheiro em conta para sacá-lo. Lógico que isso não é de graça, tampouco um serviço barato.

Em outras palavras, ao sacar dinheiro usando o cartão de crédito, você estará, na verdade, pegando um pequeno empréstimo no banco. O problema nesse caso é que, assim como as compras feitas no cartão, as taxas desse “empréstimo” também são extremamente altas, e esse pequeno saque tem grandes chances de virar uma bola de neve enorme no futuro.

Por esse motivo o saque diretamente da sua linha de crédito deve ser extremamente evitado e só acionado em casos de emergência. Você pode consultar se o serviço está disponível para você através dos canais de atendimento da sua instituição financeira, buscando se informar sobre os limites de compra ainda disponíveis neste mês.

Ficou com alguma dúvida? Comenta aqui e teremos o maior prazer esclarecer suas dúvidas sobre os dois procedimentos citados acima.

[/caption]

Comentários
  1. MIRIAN

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *